Terça, 22 de Junho de 2021
(67) 992741957
Dólar comercial R$ 5,02 -0.91%
Euro R$ 5,99 -0.48%
Peso Argentino R$ 0,05 -0.4%
Bitcoin R$ 173.551,89 +1.269%
Bovespa 129.264,96 pontos +0.67%
Economia Energisa

Projeto quer anexar foto do medidor de luz na conta de energia em MS

Projeto foi protocolado no mês de maio na ALMS; consumidores temem encarecimento da tarifa de energia por medida simples

01/06/2021 22h28
20
Por: Everson Fonte: top midia news
Projeto quer anexar foto do medidor de luz na conta de energia em MS

As contas de energia poderão ter a fotografia do equipamento de aferição no momento da leitura do consumo, correspondente ao período faturado, caso o projeto de lei do deputado Lucas de Lima (Solidariedade) seja aprovado.

O deputado protocolou o pedido no mês de maio. Conforme o projeto, as concessionárias de energia elétrica deverão fornecer uma fotografia do equipamento de aferição aparecendo a quantidade de Kilowatt hora (KWh) no momento da leitura do consumo, correspondente ao período faturado.

Na visão do deputado, o principal canal de comunicação entre consumidor e as concessionárias de energia elétrica é a fatura de energia, já que, por meio deste documento, é onde se toma conhecimento dos serviços prestados, da quantidade consumida, do valor a ser pago, inclusive com o detalhamento tributário.Acho que isso pode vir a prejudicar o consumidor. Pois a impressão de uma imagem gera um custo maior na emissão das papeletas. Esse custo, por menor que seja, será repassado ao consumidor. Colocar uma imagem na conta, aumenta o tamanho do papel impresso, vai mais tinta… Tudo isso é calculado pela empresa e é repassado ao cliente. Não faz sentido colocar a foto da aferição se esse dado já saí na conta”, pontuou administrador de 29 anos. 

Já uma dona de casa, moradora do bairro Parque do Lageado, defende que se o custo não for repassado e se for colocado de uma forma dinâmica e de fácil entendimento pode ajudar os consumidores a entenderem o que estão gastando. 

 

 

Alguns consumidores ouvidos pelo TopMídiaNews acreditam que a medida precisa ser estudada, já que pode gerar custo, que deverá ser repassado ao consumidor. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias