Segunda, 16 de Maio de 2022 02:25
(67) 992741957
Política Veta projeto

Azambuja veta projeto polêmico de alusão a erotização de crianças em escolas de MS

Projeto é de autoria do deputado Capitão Contar

13/04/2022 22h16
43
Por: Da redação Fonte: top midia news
Azambuja veta projeto polêmico de alusão a erotização de crianças em escolas de MS

O governador Reinaldo Azambuja vetou o projeto de lei, de autoria do deputado Capitão Contar,  que proibia danças nas escolas públicas e privadas com alusão à sexualização e dispunha sobre a inclusão de medidas de conscientização, prevenção e combate à erotização. O veto foi  publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (13).

Para ser aprovado, o projeto precisou passar por uma emenda, que dispunha sobre a inclusão de medidas de conscientização, prevenção e combate a erotização. O projeto foi debatido e aprovado pela maioria dos deputados, mas acabou vetado pelo chefe do executivo.

Por meio de nota, o deputado Capitão Contar lamentou a decisão do governador em vetar o projeto, que segundo ele, é útil e uma forma de proteger as crianças.

“Esse projeto que também enfrentou a desinformação criada por parte da mídia e de pessoas que tentaram desvirtuar a proposta colocando o projeto contra estilos de dança, visando corromper a essência do projeto que trata exclusivamente da proteção do ambiente escolar e que não proíbe e nem cita nenhum estilo de música”, diz um trecho da nota.

Contar destacou ainda, que não existe nenhuma justificativa plausível para impedir que as crianças estejam mais protegidas contra a erotização infantil. “É impressionante o esforço que fazem para barrar projetos úteis, como o de conscientização de proteção, de prevenção contra algo que todos deveríamos ser contra, que é a erotização precoce de crianças”.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias